I got it!We use cookies to customize content and advertising, to provide social media features, and to analyze traffic to our site. We also share information about your use of our site with our trusted social media, advertising and analytics partners. Read more.

Mundo Complexo Lyrics
"Dias são dias"

5.0 / 5
1 reviewers
Do you like this song?
(click stars to rate)
save!

my lyricsbox
Dias são dias, vivo os meus dias por um dia melhor.
Sou tranquilo, mas Hardcore! (x2)

O dia para mim é o começo do fim
De outro dia assim,
É chegar bêbado a casa e dizer "Até que enfim!"
É o despertador tocar e eu gritar "Porquê a mim?!"
Ficar na cama e dizer "Sim!"
Tenho que me levantar, olhar no espelho mas não aguentar.
Sentir os olhos, da cara a saltarem, encarnados como a lava do vulcão
Como uma peça de museu, tranquilo sim; eu!
Confio em mim e pouco mais,
Neste mundo em movimento, onde nada permanece constante,
Nem por um segundo, nem por um instante.
Como a seiva nas plantas, o sangue corre nas veias
Estimulado pelas coisas que anseias,
Ideias do pensamento, como polen é levado pelo vento
As ideias surgem e fogem num curto espaço de tempo.
Procuro a minha paz, o amor que me faz capaz de sobreviver,
Da alegria e prazer, vontade de viver.
Ver crescer, aprender, ter autoconfiança,
Suportar os momentos, mas manter a esperança
De que melhores dias virão,
Seja agora ou não
Eles hão-de vir, desistir é que não.
Vou continuar aquilo que sou, tranquilo sou e sempre estarei
Porque muito já passei,
Amigos já perdi, vagueei, divaguei, mas continuo a estar aqui.
Ainda pouco vivi, mas já muito vi
Noites e dias perdi, a pensar
Ajudei, nem pude ajudar
Procurei o que tentava encontrar,
Mas sempre avancei devagar.
Agradeço a quem me deu a mão
Familiares ou não
Estão guardados no meu peito, respeito pois fui respeitado.
Mas com mais um dia sou defrontado (...)

Dias são dias, vivo os meus dias por um dia melhor
Sou tranquilo, mas Hardcore! (x2)

Com mais um dia sou defrontado
Sentado em casa, ligo a TV, telejornal, guerra e mais guerra
Cadáveres enterrados na terra
Americanos gastam milhões em filmes de merda,
Corruptos tomam conta do mundo
Segundo a segundo, algo imerge do fundo.
Nova teorias, novas invenções
Soluções que não são soluções
Inventadas por quem governa
Espaços degradados, zonas de bem.
Casal perdido, ventoso além
Quartas e mais quartas
Seringas e pratas,
Ruas de ressacas
Assaltos com facas
Desde o tempo das naus, caos!
Aculturação por destruição
Culturas perdidas em vão.
Microlândia mundo, Oeiras e Carcavelos
Fileiras de putos em aprendizagem, duelos!
Aquecem, desfazem, passam mensagem
De peito para peito
Para além de fumo exigem respeito,
Por vezes fazem o que não deve ser feito.
Aceito o defeito, mas não facilito
Critico na hora certa como alguém que desperta,
O meu coração aperta, estabilidade incerta,
Futuro incerto.
Dias alteram destinos, putos constroem hinos
O futuro é duro, mas não disfarça
Que a nossa força ultrapassa, todos os testes!

Microlandeses mestres
Mundo complexo
Microlandeses mestres!

Dias são dias, vivo os meus dias por um dia melhor
Sou tranquilo, mas Hardcore! (x4)
This song is from the album "Acredites ou Não".